28/08/2010

Consenso



Sempre tem um momento, que temos a possibilidade de desabrochar todos aqueles sentimentos ocultos temporariamente, que insistem em reaparecer. Pode acreditar. Depois de tanto tempo, e tantas afortunadas ocupações, tais momentos passam a substituir qualquer mera outra lembrança. Confesso que tenho fome, pressa, agonia, uma certa curiosidade, vontade de fazer diferente, de fazer coisas que poucos são capazes de imaginar, sair, viajar pelo mundo, rir intensamente dos diferentes sotaques que aparecerem, contar novas histórias... mas enquanto tenho essa fome de coisas novas, você sempre está tá bem acomodado no seu novo sofá, ou simplesmente a dormir tardes inteiras sem se importar com minha vontade de viver intensamente. Tais fatos se assimilam a pressa e desmotivação. Como se todas minhas expectativas insanas não tivessem nenhum sentido, minha realização fosse fracassada, porque a cumplicidade não estaria presente nos momentos que eu mais esperava que estivesse. Talvez a lebre faceira e a famosa tartaruga, não fossem assim, feitos um pro outro e tivesse uma oportunidade no futuro, talvez por nossas velocidades nem sempre estarem em um consenso, sincronizadas, tais futuros não tivesse sido como esperávamos. Mas, de qualquer forma, independentemente de como isso tenha acontecido, o toque inesperado de algo que ficou pra trás, sempre volta. Talvez eu, por está distraído, tenha assustado algum animal do bem, talvez minha pressa, vontade de conhecer as coisas, e aproveitar logo tudo o que estava ao meu alcance, ou mais que isso, tenha deixado as coisas assim. E afinal, como terminará essa corrida?

Nenhum comentário:

COMENTE AQUI!

O que achou do post?

GAROTA DA BOSSA
ALL RIGHTS RESERVED 2014 ©
feito por Madu Negrini