24/06/2011

Singularmente



Sem a necessidade de vigiar meus pensamentos, recrutar minhas ações, agora, mais do que nunca, consigo ter controle sobre elas. Consigo não precisar de você o quanto era necessário, consigo arriscar, sem medo, sem mãos dadas, sozinha contra aquilo que julgo ser ruim. Consigo sonhar sem ter tua presença. Tenho vontade de abraçar o mundo, o momento presente, sem necessariamente ter você do meu lado. Apesar das desilusões que a vida nos concede, a gente aprende um punhado de coisas. A gente aprende a se virar sozinha, a correr pro novos rumos, a procurar novos vislumbres. E aquele ciclo vicioso na qual, por muito tempo, me submeti, anda pairando bem longe daqui. Consigo dormir sem está na espera de uma ligação, não aceitar uma desculpa atrasada, nem esses desencontros que estão ainda presentes entre nós. Consigo me contentar com o mundo de agora e o que ele tem pra me contemplar. E é nesse meu novo mundo construído com muita força, onde você, esmorecido com o tempo, conseguiu sair de cena. E agora, com tal feito concretizado resolve voltar. Pra quê voltar quando tudo já ta bem? Pra quê querer mergulhar na obscuridade sem fim que é te esperar? Pra quê chegar agora, já tão tarde, quase perto de amanhecer se na noite que era quando estava mal você não me deu assistência? Não estarei sempre te esperando, nem a mercê das ilusões desses nossos (des)encontros. Dos silêncios que já me submeti, tirei a conclusão de que nada adianta perder o mundo, a vida por coisas tão pequenas; por atitudes insignificantes perto da grandeza dos que ainda virão. Virão com garra, atiçaram os olhos e conquistaram essa muralha que tanto quer se formar por tua causa. Mas não deixo, não desacredito na existência desse sentimento, com os demais. É na calamidade, quando a gente começa a pensar que não tem mais saída, que o remédio não fez efeito e a situação não tem cura, que a solução aparece. Deus no meu caminho, derramou seu sol mais luminoso, e é nisso que eu procuro crer. Aqui, lá fora, tudo vai melhorar.

Nenhum comentário:

COMENTE AQUI!

O que achou do post?

GAROTA DA BOSSA
ALL RIGHTS RESERVED 2014 ©
feito por Madu Negrini