30/07/2011

Riscando novos ares




Quando as coisas tem que acontecer elas parecem mesmo tomar certo rumo. A gente batalha sempre pra que elas fiquem bem, mas de fato, a benevolência só acontece quando a gente está cansado demais pra se preocupar com o amanhã. Em pensar que ele sempre me disse que o presente, as coisas de agora, o momento em que vivemos que era o essencial. Eu de óculos escuros não conseguia enxergar que a vida é agora, que os planos devem ser feitos mas que jamais se deve esmorecer o vislumbre de um horizonte amanhã. Parei pra contemplar a beleza de tudo que me cercava, observar as oportunidades presentes, os lances cotidianos e passei a dá mais valor. O passado tem motivos pra não ser mais de carne e osso, o futuro guarda os meus sonhos, enquanto me contemplo com a beleza do que está ao meu alcance; sim, essas minúcias. Esse grito de felicidade que carrego no peito de menina quase mulher, a alegria de amar, de confiar, de arriscar sem saber o que cabe a nós nesse relacionamento fora do comum. O infinito selando as contas, a linha reta desafiando os caminhos, descaminhos que depois de tanta experiência até se acostumou. Mudou os rumos, o modo de ver as coisas. Lançando a alma pro espaço, retiro meus pés do chão, abro portas, corro risco porque quero sim. A seta no alvo que fique para o acaso, que foi com esse lance que a graça resolveu dá as caras.

2 comentários:

  1. Anônimo31.7.11

    muito bom!!! /Larissa

    ResponderExcluir
  2. Oii, achei muito bacana seu blog e ainda estou lendo ele aos poucos!
    Tenho um blog tbm se quizer conhece-lo ;)
    Beijoos Sou uma nova leitora!

    ResponderExcluir

O que achou do post?

GAROTA DA BOSSA
ALL RIGHTS RESERVED 2014 ©
feito por Madu Negrini