22/09/2012

Meus anos inteiros



Lembro como se fosse hoje daquele menino, bem caladinho, que vivia lá na frente na sala de aula. Pô, que menino nerd! Mas ele tem cara de gente boa. Depois descobri, que o motivo dele está lá na frente era por causa que seu óculos tinha quebrado e ele só enxergava daquele local. Pediu meu casaco um dia. Mas não me deu parabéns no dia do meu aniversário, claro, a gente ainda não se conhecia. Mas mesmo assim eu ainda achava ele muito gente boa aparentemente.Até que um dia, meu óculos quebrou também. E eu fui sentar do lado dele. Lembro que a gente tava na aula de orgânica e ele foi tirar uma dúvida muito besta comigo e até cheguei a pensar que ele nem era tão inteligente quanto eu pensava. Mas não levei isso a sério, porque às vezes a gente tem umas dúvidas bobinhas mesmo. Mas depois me surpreendi, ao ver esse menino fazendo uma pergunta pro professor que eu nem ao menos sabia do que se tratava, e logo mudei meu ponto de vista sobre sua intelectualidade. Digamos que algo me atiçava, queria saber muito sobre o menino do óculos quebrado que sentava lá na frente e tinha cara de gente boa. Mas aí, ocorreu que nós, por influência do destino, ou acaso, fomos passar o carnaval juntos; na mesma casa. E daí nos conhecemos melhor, conversamos, tiramos fotos, fomos pra festas, pra praia ver o nascer do sol, e essas coisas de verão e carnaval. Mas daí que voltando pra cidade natal, a amizade foi crescendo cada dia mais. Ele pegou meu telefone e pensou em mim durante toda a viagem de volta pra casa- depois eu soube. Eu dormi no colo dele durante parte da viagem, essas coisas. Quando chegamos ele já começou a me mandar mensagem, e no outro dia, pedi pra ele me acordar bem cedinho. Ele, que é muito exageradinho em alguns aspectos (depois fui descobrindo) me ligou exatas três vezes em uma só manhã. Dias foi passando e tornou-se uma rotina ligar toda noite e bater um papos de longo prazo. Fase: Muito amigos. Daí que depois ele começou a me tratar muito mais carinhosamente, tipo de dar beijo na mão e tal,  mandava bilhetinhos fofos e era lindo. É, eu me apaixonei. Até que ele me chamou pra sair e cá estamos nós. Dois gordos, lindos, namorados, apaixonados. Hoje eu posso dizer que encontrei quem sempre procurei. Alguém que não me enganasse, que não mentisse, que fosse sincero desde o princípio. Alguém que sempre quis estar do meu lado e que fez o possível pra me ter ali. Alguém que me faz feliz todos os dias, que me ajuda, me socorre quando estou engasgada. Alguém que me ensina a nadar, a aprender, a amar. Alguém que me faz ser a mulher mais feliz do mundo todos os dias. Alguém que consegue tirar um sorriso fácil do meu rosto e sempre me acalma. O amor mais lindo é você - mas isso eu já te falo todos os dias. Você não foi só meu carnaval, você é meus anos inteiros.

Te amo!

5 comentários:

  1. Vitor22.9.12

    Meu amor, apesar de serem so 6 meses, vc que eh meus anos inteiros. Quem eu andava procurando la e ca, em cada pessoa que cruza nosso caminho. Tambem lembro daquela garota da voz bonita, que aparentemente era muito gnt boa, amiga dos meus amigos, mas que eu ainda nao conhecia bem. Ai eu conheci, adorei, me abri, me apaixonei e ca estamos nos agora. Esse garoto nerd eh melhor com numeros que com palavras, n tem o dom pra escrever textos tao bonitos, mas ele pode dizer, sim,que nunca foi tao feliz, e que sabe muito bem quem eh culpada disso, kkkkk. Te amo meu amor, minha felicidade, meu achado, meu presente e meu futuro :)

    ResponderExcluir
  2. E sua cesta de basquete amorrr!!! Você é bom em tudo que faz! Principalmente, em fazer eu me apaixonar cada dia mais!!! te amooo

    ResponderExcluir
  3. Gordo22.9.12

    a gente nao podia esquecer da cesta neh amor ???kkkkkkk Nisso voce eh melhor meu bem, pode ter certeza ;)

    ResponderExcluir
  4. Larissa23.9.12

    que lindosssssssssssss *---------------* s22222222

    ResponderExcluir
  5. andreza b6.10.12

    Owm que lindooooos *----*

    ResponderExcluir

O que achou do post?

GAROTA DA BOSSA
ALL RIGHTS RESERVED 2014 ©
feito por Madu Negrini